Por que ler os clássicos de William Shakespeare para os pequenos?

Dia 23 de abril é o Dia Mundial do Livro, mas também é o de William Shakespeare, você sabia? Todo mundo já ouviu falar sobre a imensidão das obras desse autor, mas será que sabemos realmente quem ele foi e o que escreveu? Será mesmo que se trata de um autor com capacidade de tocar apenas adultos? Já adiantamos que a resposta a essa última pergunta é não e iremos te contar por que ler os clássicos do dramaturgo pode ser ótimo para os seus pequenos.

Quem foi  William Shakespeare?

William Shakespeare foi um poeta, dramaturgo e ator inglês da era renascentista. Conhecidos em todo o mundo, seus escritos capturam a gama de emoções e conflitos humanos e são celebrados há mais de 400 anos. Porém, sua vida pessoal é um mistério. 

Não existem registros de nascimento, apenas um antigo documento indica que Shakespeare foi batizado na Igreja da Santíssima Trindade em Stratford-upon-Avon em 26 de abril de 1564. A partir disso, acredita-se que ele nasceu em ou perto desta data, a qual  estudiosos reconhecem como o aniversário de Shakespeare. 

O que escreveu William Shakespeare?

As peças de Shakespeare podem ser divididas em três categorias: tragédias, comédias e históricas. Sua mais famosa é a trágica história de “Romeu e Julieta”, que trata de dois jovens amantes que são proibidos de se casar por seus pais. Além dessa, outras tragédias consideradas clássicos da literatura mundial são “Hamlet” — lembra do ser ou não ser, eis a questão?; “Otelo”; e “Macbeth”.

Já as comédias, incluem “Sonho de uma Noite de Verão” e “Noite de Reis”, um texto hilário sobre identidades confusas, onde todos se apaixonam pela pessoa errada, mas no final tudo dá certo. E as peças históricas, como o nome indica, são baseadas na vida de personalidades históricas reais. Em “Antônio e Cleópatra” ele conta o romance condenado no antigo Egito. 

LEIA TAMBÉM: Por que ler os clássicos? Shakespeare e os dilemas que transcendem o tempo

Mas Shakespeare pode ser lido para crianças?

As palavras e a linguagem das peças de William Shakespeare podem ser intimidantes para as crianças, e convenhamos, para a maioria dos adultos também. Porém, em algum momento seus filhos provavelmente serão solicitados a ler e analisar uma ou algumas obras de Shakespeare. Portanto, ajudá-los a lidar com isso pode ser assustador não apenas para eles, mas para você também, especialmente se você não aprendeu na escola. Então o que se pode fazer? 

Com tantas criações para escolher, uma das primeiras considerações é definir as peças que você quer apresentar para os seus filhos. O filtro de escolha pode ser uma combinação daqueles que você sabe que a escola vai focar e aqueles que acha que as crianças vão gostar. Ao selecionar uma peça para os mais novos, talvez valha começar com comédias. As histórias são geralmente alegres, memoráveis ​​e envolventes até para eles. 

Assista a uma peça

Shakespeare foi escrito para ser assistido, roteirizado ou representado. O autor escreveu entretenimento popular, não tratados filosóficos, mesmo que possamos extrair temas profundos e discutir grandes ideias usando seus monólogos e enredos. Ainda assim, nunca devemos estudá-lo com a exclusão da diversão. Saber disso facilita e muito a leitura de seus clássicos.

Então, sem dúvida, uma das melhores formas que você pode usar para introduzir o autor na vida dos seus filhos é assistir a produção de uma das peças. Verifique por sua cidade se há alguma adaptação em cartaz, se não houver, há uma infinidade de filmes — para todas as idades e gostos — e até novelas baseadas no famoso bardo. 

Saiba onde encontrar maiores obras de Shakespeare

Na loja virtual da Editora do Brasil, você encontrará as maiores obras de Shakespeare Hamlet, A Megera Domada, Romeu e Julieta e Sonho De Uma Noite De Verão — disponíveis em uma adaptação primorosa em prosa, com linguagem atualizada por Fernando Nuno.

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários

Deixe uma Resposta

XHTML: Você pode usar essas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

CONTINUE LENDO


Crianças Jovens

A importância de barrar estereótipos que distorcem a primeira impressão

A nossa percepção de mundo é formada por conclusões de situações que já vivemos, aprendemos e repetimos a cada novo...
Leia mais
Autores Crianças

Telma Guimarães: autora infantil há 35 anos encanta com suas histórias 

Telma Guimarães, que foi uma criança extrovertida e inundava as aulas de Português e Desenho com sua imaginação e criatividade...
Leia mais
Crianças

A importância do pai no desenvolvimento infantil: benefícios de criar conexão

A dádiva de ser pai é poder participar do desenvolvimento de uma criança desde a sua formação na gestação até...
Leia mais
Atividades

Pega a visão! Exploradores do mundo e o fantástico viajante da vida cotidiana

Pega a visão! Lendo o mundo nas entrelinhas. Se liga que o presente é coisa do passado! Um monte de...
Leia mais
1 2 3 27