Como falar de sentimento com as crianças?

O processo de educar filhos requer atenção, cuidado e muita dedicação. No entanto, é nosso papel ensinar sobre diversos elementos que compõem a vida humana, entre eles, os sentimentos. Mas como falar de sentimento com as crianças?

Falar de sentimentos com as crianças pode parecer algo complexo, mas não é!

Assim como toda abordagem a um novo tema, é necessário saber exatamente o que dizer e estar pronto para responder todos os questionamentos que virão, afinal, toda criança tem na ponta da língua uma série de perguntas sobre tudo ao seu redor, não é mesmo?

4 dicas de como falar de sentimentos com as crianças

1. No cotidiano, valide as emoções dos seus filhos

O primeiro passo para falar sobre sentimentos com seus filhos é aplicando no próprio cotidiano ações que possibilitem o entendimento do que se sente (por parte das crianças). Um erro muito comum como pais é repreender os filhos por conta de alguma emoção ou até mesmo invalidar seus sentimentos. 

É comum reproduzirmos falas como: “não chora”, “isso é besteira, frescura sua” mas ao dizer isso, a mensagem que passamos é de que é indevido se sentir triste, frustrado ou qualquer outra emoção que venha à tona no momento.

Porém, todas as emoções fazem parte da vida, e o problema nunca é o fato de senti-las, mas sim o que é feito a partir delas. Dessa forma, procure ser compreensivo e demonstre que tudo bem sentir raiva, alegria, tristeza, ou outra qualquer emoção.

A validação dos sentimentos é o início para uma boa conversa no futuro e pode ajudar muito as crianças a lidarem com seus próprios sentimentos.

2. Nomeie os sentimentos e explique seus significados

Saber desde cedo o que significa cada sentimento é muito importante e evita que problemas emocionais futuros possam acontecer. Você pode começar explicando o que é se sentir alegre, triste, com raiva, e outras sensações presentes no dia a dia.

Uma dica muito legal é também assistir o filme “Divertidamente” com seus filhos. O filme aborda os sentimentos de forma didática e descontraída, o que pode facilitar a compreensão dos pequenos em relação à temática.

3. Dê exemplos utilizando a sua própria vida

Conversar com os pequenos sobre sentimentos ensina e os prepara para a dinâmica das vivências sociais, que necessitam de inteligência emocional para saber lidar com os sentimentos e todas as emoções que surgem com as adversidades da vida humana.

Utilizar a sua própria pessoa como exemplo humaniza e contextualiza o tema de forma mais compreensiva, já que os pais são o contato mais direto dos filhos e a confiança entre ambas as partes é um elemento favorável para a abordagem do tópico.

Além disso, se usar como exemplo cria uma conexão entre pais e filhos, no qual a partir da expressão da vulnerabilidade e a arte de contar histórias (usufruindo da vida real) cria um elo que é essencial para a relação familiar pois, para as crianças, os pais são seus heróis, a quem eles podem recorrer sempre que necessário.

4. Leia livros que falem sobre a temática

A última e não mais importante dica é ler livros que falam sobre a temática. A leitura infantil possui um grande poder na formação dos indivíduos e, usá-la para abordar novos temas é essencial para o desenvolvimento da psique do sujeito.

Pensando nisso, trouxemos uma super dica de livro para você ler para seus filhos: Contos de amor dos cinco continentes.

Contos de amor dos cinco continentes

Para conversar sobre o amor e falar sobre o tema com as crianças, o livro “Contos de amor dos cinco continentes” é perfeito para ensinar sobre esse importante sentimento que rege nossas vidas. 

O enredo baseia-se em falar sobre cinco histórias de amor tradicionais vividas cada uma em um continente diferente. 

Diversificando as formas de amor que variam conforme a cultura de cada país, o livro contém narrativas emocionantes que envolvem o leitor em uma perspectiva que salienta que o amor é capaz de quebrar barreiras e preconceitos, mas que também necessita de esforço de ambas as partes.

Partindo do pressuposto de que entender o que é o amor, além de ensinar o seu filho a lidar com um dos sentimentos mais importantes, o prepara para lidar e resolver conflitos internos no futuro, que podem facilmente surgir.

Interessante, não é mesmo?

Confira nossa lojinha virtual!

Dentro do nosso acervo você pode encontrar centenas de livros sobre os mais diversificados assuntos. Incentive seu filho, leia para ele, e ajude-o em sua importante caminhada como ser individual dentro da sociedade. 

Faça sua parte como pai/mãe ou responsável e eduque com qualidade! Nós, do Livríssimo, estamos sempre prontos para te ajudar com as melhores dicas.

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comentários

Deixe uma Resposta

XHTML: Você pode usar essas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

CONTINUE LENDO


Crianças Jovens

A importância de barrar estereótipos que distorcem a primeira impressão

A nossa percepção de mundo é formada por conclusões de situações que já vivemos, aprendemos e repetimos a cada novo...
Leia mais
Autores Crianças

Telma Guimarães: autora infantil há 35 anos encanta com suas histórias 

Telma Guimarães, que foi uma criança extrovertida e inundava as aulas de Português e Desenho com sua imaginação e criatividade...
Leia mais
Crianças

A importância do pai no desenvolvimento infantil: benefícios de criar conexão

A dádiva de ser pai é poder participar do desenvolvimento de uma criança desde a sua formação na gestação até...
Leia mais
Atividades

Pega a visão! Exploradores do mundo e o fantástico viajante da vida cotidiana

Pega a visão! Lendo o mundo nas entrelinhas. Se liga que o presente é coisa do passado! Um monte de...
Leia mais
1 2 3 27